Quais os Bens que já Recolhestes? << voltar
autor: Henrique Karroiz | publicação: 15/05/2002
mensagem: Quais os Bens que já Recolhestes?

Todos sabemos o quanto retemos em sentimentos e valores, embora os ocultemos, muitas vezes por não querermos que os “outros”, nos cumulem de pedidos fazendo com que estejamos envolvidos, em suas problemáticas, não é?

É natural o instinto de preservação, porém não o de egoísmo no egocentrismo desgastado por falta de um poder maior de doação e amor.

As aptidões de cada alma poderiam se distender muito mais se permitíssemos, se não houvesse esse receio de distribuição mais ampla, se tivéssemos o equilíbrio perfeito a saber que: doar nos amplia espiritualmente, dilatando a nossas almas potenciais inúmeros e, ao mesmo tempo nos libertando dos funestos elos da incompreensão, desamor e egoísmo.

Os limites que retemos a cada encarnação são amplos, porém, a licenciatura que nós damos a estes limites está bloqueada pela usura que nos é própria, não por incapacidade, mas por medo, comodismo e falta de uma cooperação maior real a este mundo de almas tão necessitadas.

As almas que nos amam, querem nos ver crescer, e nós também precisamos prestar a nós mesmos, nesta personalidade atual, a caridade de nos modificarmos anulando as dúbias colocações que só nos farão sofrer no retorno aos planos espirituais.

Henrique Karroiz
Mensagem psicografada por Angela Coutinho, em 15 de maio de 2002, Petrópolis, RJ.

Busca Por Texto
Arquivo